sábado, 21 de fevereiro de 2009

NOVOS DESENVOLVIMENTOS ...


Quem me conhece sabe, porque já o manifestei, a minha simpatia pela Senhora Ministra da Saúde Ana Jorge. Em primeiro lugar, se calhar por amor à camisola, pelo facto de ter sido pediatra (Directora de Serviço) no Hospital Garcia de Orta, depois porque me parece uma excelente profissional, e veja-se os projectos por ela desenvolvidos no serviço de Pediatria. Colhe, por parte dos enfermeiros desse referido serviço, essa simpatia e respeito porque também ela revê nos enfermeiros óptimos aliados para a implementação desses projectos.
Como Ministra, confesso que tinha muitas expectativas no que concerne à relação com a classe de enfermagem, ainda por cima numa altura crucial para a nossa carreira.
Depois senti que a coisa poderia não ser assim tão linear, pois vimos o comportamento do Governo na problemática carreira dos professores.
Hoje fizemos GREVE. E esta deu os primeiros resultados segundo o SEP, vamos esperar para ver o que contem a proposta, mas parece-me um passo positivo para a resolução deste imbróglio que estamos colocados, dado que sinto que estamos num limbo em que nada se resolve e nada avança no que diz respeito à carreira de enfermagem.


"A EXCELENTE GREVE DESENVOLVIDA, HOJE, PELOS ENFERMEIROS
OBRIGOU A MINISTRA A ASSUMIR, PUBLICAMENTE, UM
COMPROMISSO E… DESTA VEZ A CUMPRIR!
Proposta chegou ao SEP às 19,15 e foi agendada reunião para o próximo
dia 5 de Março.
Os objectivos desta GREVE eram claros! Obrigar a Ministra da Saúde a apresentar a contraproposta global
que deveria ter sido entregue até ao dia 6 de Janeiro e que deverá contemplar:
• Um único instrumento legal que se aplique a todos os enfermeiros independentemente do vínculo
contratual – regime de contrato em funções públicas e contrato individual de trabalho;
• Uma carreira com uma única categoria que dê respostas ao processo contínuo de aquisição de
competências dos enfermeiros, ao longo da vida profissional;
• A manutenção da categoria e exercício de funções dos actuais enfermeiros chefes e supervisores;
• A grelha salarial que reponha o valor social do trabalho dos enfermeiros ao nível dos restantes
licenciados do país."
in www.sep.org

1 comentário:

Sofia disse...

perspectivas interessantes em:http://saudesa.blogspot.com/2009/02/taxas-em-debate.html#comments