quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

CINEMA EM MONTARGIL - THE END

Porque estamos no inicio de um novo ano, e porque estamos no inicio de novos projectos. Convivi estes dias um pouco com as minhas recordações cinematográficas. Na minha terra, Montargil, já não há cinema, mas muitas recordações tive das sessões de sabado e domingo, e como ajudava o meu avô no bar do cinema e via todos os filmes de primeira fila, mesmo antes de saber ler.

Este filme foi feito por um amigo de Montargil e adaptei um pouco fazendo alguns cortes, espero que ele não me leve a mal. Dedico a todos os Montargilenses... a todos um bom ano.

video

Obrigado Rui.

5 comentários:

Aníbal Lopes disse...

Por vezes, a emoção impede-nos o raciocínio. Há quem diga que o que tem que ser, tem muita força. Mas não é fácil admitir a perda de algo que fez parte da nossa vida.
O futuro é implacável, e não se compadece com o preço do passado, mas também me custa aceitar a ideia de que não há nada a fazer...mas se calhar, não há.
Abraço.

psikiatrices disse...

Pois é, se calhar não há mesmo, dadas as condições do cinema, dadas a pouca afluencia de publico e o consequente prejuizo.
O passado está e estará sempre presente na nossa memória. Uma pessoa só cresce quando tiver consciencia do passado, é como as civilizações, só assim, poderá progredir no futuro.

RC disse...

tal como o cinema de Montargil, penso que também o nosso passado deixa de ser "viável". Não por via das regras do mercado mas pelas leis da vida, que exigem de nós coisas novas a cada novo momento.

Noutro âmbito, próximo, julgo que a razão pela qual desejamos cada vez mais o passado (canonicamente representado pela infância), no decorrer da vida, não é por ele estar cada vez mais longe mas sim por sabermos ter cada vez mais perto esse momento chamado "morte".

Porque não fosse o receio do fim de tudo (e o fim dos que nos foram queridos), e o nosso olhar estaria incessantemente voltado para a frente.

Mas isto é obviamente uma análise muito pessoal.

Rui Carapinha

montoito disse...

Olá boa noite.
Gostei do blog. Por acaso não andou na escola secundária de Severim de Faria em Évora?
Continuações,
Ricardo Montoito

psikiatrices disse...

Olá Ricardo. espero que não tenha sido tarde que respondo. sim andei e se hà anos que não nos vemos, ainda ontem falei de ti. aparece sempre o meu e-mail é luispgod@gmail.com