terça-feira, 26 de outubro de 2010

SPESM - PRÓ-ACTIVA



A Sociedade Portuguesa de Enfermagem em Saúde Mental defende que os enfermeiros deveriam poder prescrever medicamentos. Entendem que essa prática deveria ser permitida em situações específicas, como a ansiedade, o stress, a insónia, o delírio e alucinações. Segundo esta Sociedade, isto já é comum em Espanha, Inglaterra e Estados Unidos. Este será um dos temas em discussão no II Congresso Internacional organizado pela Sociedade Portuguesa de Enfermagem em Saúde Mental , que também vai debater a importância do diagnóstico e da intervenção.

1 comentário:

Claudio disse...

Concordo que seja lamentável a forma como os enfermeiros (e outros técnicos de saúde, nos quais me incluo) são explorados neste país para, no final, serem considerados apenas meros auxiliares.

Portugal, Portugal...

Continuem a lutar pelos vossos direitos. Parabéns pelo blog. Cumprimentos